ad16
DestaquesTodas as Notícias

Estudo aponta que menos de 10% dos motociclistas picoenses usam capacete à noite

O Secretário municipal de Transporte, Trânsito e Mobilidade Urbana, Edilberto Cirilo, encomendou um estudo detalhado sobre os acidentes, infrações e outras deficiências presentes no trânsito da cidade de Picos. O levantamento ainda não está concluído, mas já aponta alguns fatores que têm contribuído, e muito, para as mortes no trânsito e a grande quantidade de vítimas com sequelas graves e permanentes.

O não uso do capacete por motociclistas e passageiros, infração que apesar de cultural em Picos, tem reduzido com a fiscalização realizada pelos agentes de trânsito. Dados preliminares apontam que durante o dia, quase 90% dos motociclistas usam o equipamento de segurança na área central da cidade. Nos barros, onde há menos fiscalização, o número cai para 50%.

Motociclista circulando sem capacete nas ruas de Picos

Entre 18h e 20h no centro, o uso do capacete reduz para 50% dos condutores e passageiros de motos.  No mesmo horário nos bairros apenas 30% circulam com a proteção. A situação piora ainda mais depois das 20h e nos finais de semana quando menos de 10% dos condutores e garupas usam capacetes.

O estudo mostra que o uso do capacete está intimamente ligado aos horários de maior fiscalização. “Isso é bastante preocupante, as pessoas estão preocupadas em evitar serem multadas, não estão preocupadas em proteger suas vidas e a vida do outro que está com elas”, lamenta Edilberto Cirilo.

O secretário informa que a pasta tem realizado ações educativas nas escolas e nas ruas da cidade no sentido de sensibilizar a população. Ele promete intensificar a fiscalização em horários e locais alternados para combater a infração.

Estudo sobre segurança no trânsito da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostra que usar capacete corretamente reduz em até 40% o risco de morte e em até 70% as chances de sofrer ferimentos graves na cabeça. O Ministério da Saúde, por sua vez, aponta estudos mostrando que o uso de capacetes pode prevenir cerca de 69% dos traumatismos crânio-encefálicos e 65% dos traumatismos da face.

De acordo com o Artigo 244 do Código Brasileiro de Trânsito (CBT), conduzir motocicleta, motoneta e ciclomotor sem usar capacete com viseira, transportando passageiro sem o capacete, fazendo malabarismo ou equilibrando-se apenas em uma roda, com os faróis apagados e transportando criança menor de sete anos, é Infração gravíssima que tem como penalidade multa, suspensão do direito de dirigir e recolhimento do documento de habilitação.

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade