ad16
DestaquesTodas as Notícias

Bocaina: Família pede ajuda para realizar tratamento de criança com doença rara

[ad#336×280]Uma família no município de Bocaina, distante 23 quilômetros da cidade de Picos, vive  há mais de um ano um drama familiar. A filha do casal, Emilly Vitória, de apenas 2 anos, foi diagnosticada com uma doença rara que causa a deformação dos ossos, conhecida como “Ossos de Vidros”. Os pais da criança sem possuir condições financeiras para realizar o tratamento de saúde, tem feito uma campanha para angariar recursos.

Emilly Vitória já sofreu quatro fraturas durante um ano - Foto: Reprodução/ Portal Meio Norte
Emilly Vitória já sofreu quatro fraturas durante um ano – Foto: Reprodução/ Portal Meio Norte

A mãe da criança, Cleonice Vieira da Silva disse que o custo do tratamento, totalizado inicialmente em R$ 1.200 é bem superior ao orçamento da família, e como alternativa os mesmos haviam recorrido ao sistema de saúde pública, o SUS. “Encaminhamos pelo SUS a solicitação da medicação, mas foi negado. A partir da negação entramos com um processo na Defensoria Pública, e enquanto isto estamos na luta tentando realizar o tratamento de saúde dela de forma particular, e comprando a medicação.

Cleonice Vieira - Foto: Paula Monize
Cleonice Vieira – Foto: Paula Monize

Cleonice disse ainda que os médicos que tratam atualmente da criança garantem que o tratamento proporcionará uma significativa melhora, especialmente para fortalecer os ossos, diminuir as dores e fraturas, porém a doença é sem cura.

Como forma de arrecadar recursos financeiros,  familiares e amigos estão organizando uma festa beneficente que está prevista para acontecer no dia 19 de dezembro, no Bocainense Clube. A mãe da criança explica que as pessoas que desejam fazer doações podem entrar em contato pelos números (89)8806 3154 e (89) 8816 1065 e através de uma conta bancária. A conta bancária da família é no Banco Bradesco – agência: 0937-7, conta corrente: 0002429-5, em nome de Cleonice Vieira da Silva.

O diagnóstico

O triste diagnóstico  da doença rara que atingiu a pequena Emilly Vitória foi dado ainda quando a mesma tinha um ano e oito meses, na primeira fatura de um de seus ossos. Deste período até agora, a criança já teve quatro faturas, além de torções que são constantes.

IMG-20141125-WA0003

Cleonice Vieira explica que devido ao estado de saúde e ao risco de novas fraturas, a criança fica sempre no carrinho de bebê ou em uma cadeira, demandando uma grande atenção, já que a possibilidade dela se machucar novamente é bem grande. “Mas ela aprendeu a sair, e não há ninguém que possa me ajudar, ficar com ela enquanto faço os afazeres de casa”, desabafou a mãe.

Entenda a doença rara de “Ossos de Vidros”

A Osteogênese Imperfeita (OI) conhecida como “Ossos de Vidros” é uma doença genética e hereditária que apresenta a fragilidade óssea como principal manifestação clínica. Ao longo da vida, os portadores podem acumular dezenas e até centenas de fraturas causadas por traumas simples que se iniciam antes mesmo do nascimento, durante as contrações do parto. Isto explica por que ela é conhecida pelo leigo como a doença dos “ossos de vidro” ou “ossos de cristal”.

A doença se manifesta devido a uma deficiência na produção de colágeno (matriz do osso), que é responsável por toda a arquitetura das estruturas primárias do corpo humano. A ocorrência de sucessivas fraturas, muitas vezes espontâneas, pode gerar sequelas irreversíveis nos pacientes, como o encurvamento dos ossos, principalmente de braços e pernas. Outras características são o rosto em formato triangular, a esclerótica (parte branca dos olhos) azulada, dentes frágeis, desvios de coluna e baixa estatura. Alguns pacientes podem desenvolver problemas dentários e surdez e, devido à fragilidade e deformação dos ossos, muitos deles são impedidos de andar.

Etiquetas

26 Comentários

  1. I do agree with all of the concepts you’ve introduced to your post. They are really convincing and can certainly work. Nonetheless, the posts are very brief for starters. Could you please extend them a bit from next time? Thanks for the post.

  2. I am extremely impressed along with your writing skills and also with the structure on your weblog. Is that this a paid subject matter or did you customize it your self? Anyway stay up the nice quality writing, it is uncommon to look a great blog like this one nowadays..

  3. Hey there! I know this is kind of off topic but I was wondering if you knew where I could get a captcha plugin for my comment form? I’m using the same blog platform as yours and I’m having problems finding one? Thanks a lot!

  4. It is actually a great and useful piece of information. I’m satisfied that you just shared this helpful tidbit with us. Please keep us up to date like this. Thank you for sharing.

  5. Admiring the commitment you put into your blog and in depth information you present. It’s great to come across a blog every once in a while that isn’t the same out of date rehashed material. Fantastic read! I’ve saved your site and I’m adding your RSS feeds to my Google account.

  6. The very next time I read a blog, I hope that it won’t fail me as much as this particular one. After all, Yes, it was my choice to read, nonetheless I truly thought you would have something interesting to talk about. All I hear is a bunch of moaning about something that you could possibly fix if you were not too busy seeking attention.

  7. Thanks for your post. One other thing is individual states in the United states of america have their very own laws in which affect householders, which makes it very hard for the the legislature to come up with a brand new set of recommendations concerning property foreclosures on householders. The problem is that every state possesses own guidelines which may have interaction in an adverse manner when it comes to foreclosure policies.

  8. I’m not sure exactly why but this web site is loading very slow for me. Is anyone else having this issue or is it a problem on my end? I’ll check back later and see if the problem still exists.

  9. Spot on with this write-up, I honestly feel this web site needs a great deal more attention. I’ll probably be back again to read more, thanks for the information!

  10. You really make it seem so easy with your presentation but I find this matter to be actually something that I think I would never understand. It seems too complicated and extremely broad for me. I’m looking forward for your next post, I’ll try to get the hang of it!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar
Publicidade