ad16
DestaquesTodas as Notícias

Picos já registrou 12 casos da Influenza A H3N2

As amostras que constam essa confirmação, foram coletadas em dois dias, 27 e 28 de dezembro.

A Secretaria Municipal de Saúde de Picos, através da Vigilância Epidemiológica confirmou o registro de 12 casos da Influenza A H3N2 em pacientes do município. As amostras que constam essa confirmação, foram coletadas em dois dias, 27 e 28 de dezembro.

O vírus H3N2 é uma variante do vírus Influenza A que é um dos principais responsáveis pela gripe comum e pelos resfriados, sendo facilmente transmitido entre pessoas por meio de gotículas liberadas no ar quando a pessoa tosse ou espirra.

CIEM é o principal Centro de referência de atendimento a pacientes com síndromes gripais (Foto: Wagner Avelino)

Segundo o Coordenador da Vigilância Epidemiológica, Robsoncley Viana, já foram confirmados 12 casos desse vírus em Picos, por meio de amostras enviadas ao Laboratório Central em Teresina, coletadas no município entre os dias 27 e 28 de dezembro. Do dia 27/12: 28 amostras foram coletadas, sendo: 01 positivo pra Covid-19 e 05 positivos para H3N2; Do dia 28/12: 18 amostras foram coletadas, sendo: 01 positivo pra Covid-19 e 07 positivos para H3N2.

“A cidade de Picos encontra-se em surto epidêmico devido a confirmação desses casos e a demanda de procura nas Unidades Básicas de Saúde por atendimento a casos de gripe. Geralmente os sintomas são febre alta, inflamação da garganta, calafrios, perda de apetite, irritação nos olhos, dores articulares, tosse, mal-estar e diarreia”, explicou o coordenador.

Robsoncley Viana, coordenador da Vigilância Epidemiológica de Picos (Foto: Arquivo Pessoal)

Robsoncley ainda alerta que pelo fato da Influenza ser um vírus respiratório, assim como o que causa a Covid-19, a prevenção contra ele (vírus), ocorre da mesma forma. “Distanciamento social, uso de máscara e higiene das mãos. Mesmo com a letalidade menor que a Covid-19, o H3N2 tem mais chances de evoluir para casos graves e para grupos de risco, como crianças, idosos, gestantes e indivíduos com comorbidades”, falou Robsoncley Viana.

As pessoas que apresentarem os sintomas gripais deverão buscar atendimento médico nas Unidades de Saúde, para atendimento de pessoas com síndromes gripais, os adultos deverão procurar o CIEM, pela manhã e tarde, de domingo à sábado. Caso o paciente seja criança, procurar o PAIM no turno da tarde, de segunda à sexta-feira. Já os casos graves deverão procurar o pronto-socorro para síndromes gripais no Hospital Regional Justino Luz, com entrada voltada para a praça.

Fonte: CCOM-PMP

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade