ad16
DestaquesEducaçãoTodas as Notícias

Professores da Rede Estadual decidem não iniciar ano letivo em Picos

Em assembleia geral realizada na manhã de ontem, 8, no auditório do Premen, os professores da rede estadual de ensino lotados nos municípios que compõem a Regional de Picos, decidiram não iniciar o ano letivo. O motivo seria o parcelamento do reajuste do piso salarial por parte do governo do Piauí.

Nesta sexta-feira, 10, os professores das várias regionais se reúnem em Teresina em uma assembleia geral para decidir se decretam ou não a greve. Na próxima segunda-feira, 13, os trabalhadores em educação na Regional de Picos se reunirão às 9 horas, na sede do Sinte, para uma decisão final sobre o tema.

Segundo a presidente do Sinte-Regional de Picos, Giselle Dantas, aqui os trabalhadores já decidiram não reiniciar o ano letivo, porém, a palavra final caberá a assembleia desta sexta-feira, 10, em Teresina.

“Sem discussão com a categoria o governador Wellington Dias (PT), já parcelou o reajuste do piso salarial do professor, que esse ano tem direito a 7,64% definido em lei. Ele já repassou 4% e os outros 3,64% somente em julho. Não aceitamos e queremos o índice total em parcela única” – alerta Giselle Dantas.

A sindicalista disse ainda que o governo do Piauí tem uma situação econômica confortável e pode muito bem pagar o reajuste do piso salarial do professor de uma única vez. Ela lembra que outros gestores já estão cumprindo a lei, como é o caso do prefeito de Teresina, Firmino Filho (PSDB) e considera uma humilhação para a categoria a proposta de parcelamento. 

Seminário 

Antes da assembleia que decidiu pelo não inicio do ano letivo, os trabalhadores participaram de um seminário, cujo tema foi: “Educadores contra a perda de direitos na Reforma da Previdência”. Ao longo da manhã foram discutidas a Proposta de Emenda à Constituição (PEC 287/16) e a Reforma do Ensino Médio, que foi aprovada ontem pelo Senado.

Além da análise dos temas acima citados, os trabalhadores em educação da Regional de Picos, buscaram também subsídios para reflexão e discutiram propostas de enfrentamento a essas propostas.

Fonte: Jornal de Picos

Etiquetas
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade