ad16
EducaçãoTodas as Notícias

Trabalhadores em educação podem entrar em greve dia 10

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sinte) está convocando a categoria para uma assembleia geral dia 10 de fevereiro, às 10h, no Clube do Sinte, no bairro Marquês. Na reunião, os servidores irão discutir temas relacionados à proposta do governo de reajuste do piso dos professores e reajuste dos funcionários administrativos, além de decidir sobre a greve geral da categoria.

Professores pararam a Av. Getúlio Vargas

O governo apresentou uma proposta de pagamento do piso em duas parcelas sendo 4% em janeiro e 3,64% em julho. A presidente do Sinte, professora Odeni Silva, foi taxativa ao afirmar: “Não aceitamos parcelamento, queremos o reajuste de 7,64% em parcela única, ou então a categoria poderá decidir por uma greve até atenda as reivindicações da categoria”.

“O Sinte já solicitou audiência com o governador para tratar sobre o assunto e aguarda até a data da assembleia (10) para que possamos levar uma contraproposta para a categoria avaliar”, destacou Odeni.

Os 27 Núcleos Regionais do Sinte estão realizando assembleias para levar o posicionamento da categoria para a assembleia geral dia 10.

RECURSOS

Neste ano de 2017 o governo conta com um incremento na receita do Estado de várias ordens, uma delas é o Fundeb com previsão para 2017 de R$ 827 milhões que teve um aumento de mais de R$ 145 milhões em relação ao ano de 2016.  O governo dispõe também dos recursos da repatriação no valor aproximado de R$ 400 milhões que, por lei, deverá destinar 25% para a educação, além do aumento nos números de matrículas que garante um recurso maior para a educação do estado. O governo não tem desculpa para não pagar o piso em única parcela.

Etiquetas
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade